2005-02-26

 

Oscars

My Oscar for best movie of 2004 goes to Eternal Sunshine of the Spotless Mind.



It seems that Michel Gondry, Charlie Kaufman, and Kate Winslet can do no wrong. OK, OK, Jim Carrey was good in this too...

 

Fake News

I was so busy this week, that only today did I get to read last Sunday's Frank Rich" "...the only road back to reality may be to fight fake with fake". Priceless!

More from me soon.

 

Achtung Baby!

Muito obrigado ao Achtung Baby pelo comentário, por me ter apresentado o genial album do Shatner e simplesmente por me dar notícias de London Town. Que tal um relatório do LoveBox? Please please please!



Obrigado pela dica do Nouvelle Vague.

2005-02-25

 

Razão de ser CityZen

Recebi um comentário que me tocou bastante. Foi em resposta a um desabafo que escrevi aqui sobre evangélicos. Não foi minha intenção ofender ninguém, mas ofendi, de facto. Peço desculpa à senhora que deixou o comentário, e a todos os que se tenham sentido também ofendidos. Vou então tentar explicar o que está por trás da minha frustração com os evangélicos. Vou tentar não ofender ninguém, mas é muito difícil dada a incompatibilidade básica que me separa do pensamento evangélico.

Não é o facto de eu não ter fé. Tenho o maior respeito por quem a tem. Se eu tivesse fé, o que até gostaria de ter, a minha incompatibilidade com o pensamento evangélico em nada se alteraria. Aliás, nenhuma posição minha se alteraria fundamentalmente. A fé é ortogonal a posições racionais e, estou convicto, até a disposições emocionais. Além disso eu aceito a grande maioria das premissas morais das religiões moderadas.

O que eu não aceito são as posições irracionais das ortodoxias Judaico-Cristãs e Islâmicas, nem tão pouco o niilismo de auto-aniquilação do Budismo. Em princípio isto poderia acabar aqui. Eu não aceito, mas não me importo nada que outros aceitem. O problema é que as tais ortodoxias têm a tendência a querer espalhar a sua posição por conversão ou mesmo por eliminação dos outros.

A meu ver o Mundo que preza a razão (ver a motivação deste blog) tem que se revoltar e actuar muito mais contra a irracionalidade fundamentalista quando (e apenas quando) esta tem efeitos nefastos sobre a dignidade e liberdade humana e atenta contra o modelo de sociedade aberta. Isto aplica-se a todas as religiões: desde o fundamentalismo Islâmico dos Talibans e do genocídio de Darfur, até ao Zionismo ortodoxo, passando pela Inquisição Católica e a queima de Bruxas por Protestantes e Católicos por essa Europa fora, etc, etc.

Mas os efeitos do fundamentalismo religioso não têm que ser tão cruéis como estes casos para serem nefastos. O pensamento evangélico tem mostrado uma grande propensidade para erodir a base racional das sociedades abertas do ocidente – principalmente nos Estados Unidos. Aí é que a tal incompatibilidade me toca pessoalmente, e daí os meus posts algo anti-evangélicos. É que eu gosto de viver numa sociedade aberta; não quero de todo viver numa teocracia.

O tal post algo ofensivo foi motivado por duas coisas. A mais importante tem a ver com o facto de eu viver e leccionar nos Estados Unidos. Por falar de Evolução e Selecção Natural nas minhas aulas, sou frequentemente atacado por evangélicos que pensam que o Darwin foi um agente do Diabo. O meu post foi essencialmente sobre este assunto, que deriva da interpretação literal da Bíblia seguida pela maioria dos evangélicos.

Esta interpretação literal é incompatível com o pensamento Católico actual por ser na realidade incompatível consigo própria. Muitas coisas incompatíveis estão escritas na Bíblia: por exemplo os mandamentos passados de Moisés estabelecem a ordem de não se poder matar e cometer adultério, mas o mesmo Moisés transmite a ordem divina de matar todos os homens, todas as mulheres, e todas as crianças menos as meninas virgens para serem violadas, quando da vingança contra os Medianitas. Obviamente a interpretação literal da Bíblia é também incompatível com as sociedades abertas.

Depois há a tendência humana de tornar a religião numa fonte de antagonismo entre os crentes e os heréticos: nós e os outros. Pelo menos o Budismo tem a vantagem (para os não crentes) de seguir uma filosofia de aniquilação do “eu”. Em geral não chateia ninguém já que os seus crentes estão mais ocupados em atingir o Nirvana (algo como “o nada em que o eu desaparece”) do que em converter os outros. Além disso, como acreditam em re-incarnação, os Budistas pensam que um dia talvez voltem como um dos “outros”, daí toda a gente, toda a vida ter que ser respeitada.

Já os descendentes de Zaratustra (Judaismo, Cristianismo, e Islão) fazem notória a divisão entre os crentes e os heréticos, entre a verdade e a mentira, entre o bem e o mal. Dependendo da versão, a ortodoxia destes grupos varia entre a necessidade de converter ou eliminar os “outros”. Aqui chegamos à segunda razão da minha reacção anti-evangélica: sinto frequentemente nas palavras dos ortodoxos o desprezo pelos heréticos e a arrogância de serem os escolhidos.

Até o meu evangélico português favorito, mesmo com o seu humor impecável e o seu dom da palavra, não consegue parar de julgar os outros. Ele vê os que não partilham da sua alegria como carrancudos, mas não lhe passa pela cabeça que se calhar e expressão deles é muito mais de espanto do que de amargura. (Quando os meus amigos evangélicos lá me convenceram a ir á Igreja deles, foi muito difícil não gritar de susto quando das explosões carismáticas.) O que aborrece é ver tanto talento e tanta alegria evangélica usados para largar sentenças, mesmo no sentido de julgamento, aos outros. É raro encontrar um post dele que não seja para apontar o dedo a alguém: os soberbos, as mulheres, as meninas, os Pagãos, os próprios Cristãos, e os outros, sempre os outros.

By the way, o Zen deste blog é no sentido Pop de estado mental tranquilo. Em particular, no estado tranquilo e de alegria obtido por aqueles que se sentem bem na racionalidade da sociedade urbana, diversa e aberta que alcançámos no século XX. Aqui vão algumas dicas de alguns CityZens:

"Fix reason firmly in her seat, and call to her tribunal every fact, every opinion. Question with boldness even the existence of a god; because, if there be one, he must approve the homage of reason rather than of blind-folded fear. Do not be frightened from this inquiry by any fear of its consequences." Thomas Jefferson

"Christianity, above all, consoles; but there are naturally happy souls who do not need consolation. Consequently, Christianity begins by making such souls unhappy, for otherwise it would have no power over them." André Gide.

"The thing with Catholicism, the same as all religions, is that it teaches what should be, which seems rather incorrect. This is "what should be." Now, if you're taught to live up to a "what should be" that never existed -- only an occult superstition, no proof of this "should be" -- then you can sit on a jury and indict easily, you can cast the first stone, you can burn Adolf Eichmann, [snaps fingers] like that!" Lenny Bruce

"The faith in which I was brought up assured me that I was better than other people; I was saved, they were damned.... Our hymns were loaded with arrogance -- self-congratulation on how cozy we were with the Almighty and what a high opinion he had of us, what hell everybody else would catch come Judgment Day." Robert A. Heinlein,

"Facts do not cease to exist because they are ignored."Aldous Huxley

"Heresy is only another word for freedom of thought." Graham Greene

"Three antihuman religions have evolved -- Judaism, Christianity and Islam. These are sky-god religions. They are, literally, patriarchal -- God is the omnipotent father -- hence the loathing of women for 2,000 years in those countries afflicted by the skygod and his earthly male delegates. The sky-god is a jealous god, of course. He requires total obedience from everyone on earth, as he is in place not just for one tribe but for all creation. Those who would reject him must be converted or killed for their own good. Ultimately, totalitarianism is the only sort of politics that can truly serve the sky-god's purpose. Any movement of a liberal nature endangers his authority and that of his delegates on earth. One God, one King, one Pope, one master in the factory, one father-leader in the family at home." Gore Vidal,

"Men become civilized, not in proportion to their willingness to believe, but in proportion to their readiness to doubt."H. L. Mencken

2005-02-15

 

Communist Remixes For The People

Download mash-up remixes! Download samples for your own remixes! Upload your Remixes!

"A fascinating experiment in the ability of information technology to build artistic communities". BPM magazine



 

apoio moral

Aqui estão uns links para dar apoio moral ao nosso grande maradona:

'Stinky Britches' by Cartman (mp3)
'Stinky Britches' by Chef (mp3)
'You gonna need some cream for your ass' by Chef (mp3)



As melhoras!!

2005-02-14

 

Lillies that fester

Maybe it is because today is Valentine's day, but this morning, while reading Christopher Hitchens' "There is something wrong about the Ohio election" in this month's Vanity Fair, my favourite Shakespeare sonnet (XCIV) popped into consciosuness. I didn't think it would be possible to be disenchanted with democracy in the same way as one can be with love....

"They that have power to hurt, and will do none,
That do not do the thing they most do show,
Who, moving others, are themselves as stone,
Unmoved, cold, and to temptation slow;
They rightly do inherit heaven's graces,
And husband nature's riches from expense;
They are the lords and owners of their faces,
Others, but stewards of their excellence.
The summer's flower is to the summer sweet,
Though to itself, it only live and die,
But if that flower with base infection meet,
The basest weed outbraves his dignity:
For sweetest things turn sourest by their deeds;
Lilies that fester, smell far worse than weeds".


William Shakespeare

2005-02-13

 

Finn Zen

Sunday afternoon. It's raining outside. Since I must prepare my class for tomorrow, I try to make the Zen out of it. My recipe this afternoon is green tea with a hint of Finnish Funk.

Playlist from Jimi Tenor's Download site:

Black Hole (mp3) and Video (real Video)

Spell (mp3)

Year of the Apocalypse (Real Video)

Sugar Daddy (Real Video)

White Dots On Red (mp3)

This post is dedicated to the bumwiping buttworm from the cold! What's up dude?!













 

Contexto

Tenho estado a deliciar-me com a campanha eleitoral na RTP Internacional. Devo admitir que se vivesse a maior parte do ano em Portugal, o Bloco de Esquerda far-me-ia ser um partidário militante de Bush e da guerra no Iraque... Como vivo a maior parte do ano nos EUA, onde a propaganda é outra, a minha reacção é a oposta. Não sei se é de ser balança, mas temo ser um reacionário contextual...

2005-02-12

 

Prolonged Gratification Award: Gershwin's World

It's a classic in my World. I never go more than a month without listening to it, and everytime I get it from the rack, I have to listen to it at least 2 or 3 times. Simply perfect. Herbie Hancock is way up there for me, but the cast in this Gershwin's World is a perfect dream come true: Stevie Wonder, Joni Mitchell, Kathleen Battle, Orpheus Chamber Orchestra, Chick Corea, Wayne Shorter, James Carter, Kenny Garrett, Eddie Henderson, and Ira Coleman. Kneel, and worship!



2005-02-11

 

We need an understanding

I had a fortunate musical upbringing because my mother was a radio DJ until I was about 7 or 8. So I had access to all these great records that most kids my age were not listening to. The first soul record I ever heard was "We Need an Understanding" by Ike and Tina Turner. I have never stopped playing that 45 rpm since then! Believe it or not, it may have put me on a path that eventually brought me to the US -- it's a funny thing that Tina Turner chose to live in Europe! It may also explain my love for nasty R&B, of the sort you listen to on Blaxploitation and Tarrantino movies...



2005-02-10

 

Evangélicos diabólicos

Na Roma antiga, os primeiros Cristãos não foram lançados às feras porque estavam de alguma maneira a revolucionar o pensamento romano. Não, foi por serem uns gandesíssimos chatos evangélicos que anseiam pelo fim do Mundo para passarem para outra. Mas porquê que não deixam este Mundo para nós que gostamos dele? Em vez de tentarem forçar a lei da Física à lei do Texto, porque não se preocupam antes com a geografia do paraíso ou a bioquímica do êxtase?

Por isso é que mesmo sendo agnóstico (ou "revelation-challenged"), tenho um grande apreço pela religião católica actual e a figura deste Papa. É que dois mil anos de pensamento teológico levaram a muitas conclusões profundas que os evangélicos ignoram:

Aliás, é interessante notar que o pensamento fundamentalista evangélico leva a uma blasfémia profunda. Quando os "Christ-nuts" enveredam pela sua interpretação literal dos Genesis para atacar a Selecção Natural de Darwin, para defender o geocentrismo (!!!) e para atacar o que sabemos da idade do Universo e do Planeta Terra, não lhes resta se não explicar certas inconveniências, como fósseis de centenas de milhar de anos, dizendo que foram lá "postas" para "testar" a fé. Ora, confundir é o papel do Diabo -- Diabólico é o contrário de Simbólico. Se Deus permitiu, mais, se criou uma Ordem Natural tão profundamente confusa, então tem que ser um Deus Diabólico, o que óbviamente é uma grande blasfémia.

Por estas e por outras o Papa aceitou a Selecção Natural como teoria científica sem refutação factual, tal como o a Astronomia moderna. Quando os evangélicos vos baterem à porta, tirem-nos do caminho diabólico (isto é, de confusão) em que se encontram. Digam simplesmente que para bem deles têm que ler São Tomás Aquinas e, já agora, o seguinte livro:

Russell, R. J., Stoeger, W. R., and Ayala, F. J., eds. Evolutionary and Molecular Biology – Scientific Perspectives on Divine Action, Vatican Observatory Publication, 1998. Papers from a conference in 1996 sponsored jointly by the Vatican and the Center for Theology and the Natural Sciences, Berkeley, California.

2005-02-09

 

If it only were a joke...

"The Virginia state house has voted to outlaw the trend of wearing trousers so low that underwear hangs over the top. [...] The house adopted the "droopy drawers" bill by a margin of 60-34."
Full article at BBC News

2005-02-08

 

Carnaval and the Puritan Insanity




Nothing makes me feel more of a foreigner in the US than Carnaval. This morning, with my 4 year old son, I was watching images of Carnaval from Rio, Portugal and elsewhere on the Portuguese satellite news channel. The exuberance of almost naked bodies dancing in perfect happiness could well be another universe. The reality here, as Frank Rich well described in his Sunday column, is that of perfect puritan madness: toddlers bottoms get pixelated, glimpses of female nudity are axed even in completely unsexual circumstances, etc, etc. All because of Jane Jackson's breast?

No, not really. The puritans always try to make everyone else live in the miserable way that they do. As Robin Williams said, "this country was founded by people who were too uptight to stay in England!"



What I resent more about puritans is the sexualization of everything they lay their eyes on. Just last year, in Santa Fe, supposedly an old-Hippie haven, I had one of those defining culture shocks: my 1 year old daughter (!!!!) was not allowed in the public pool wearing only her bikini bottoms. Girls must wear a full swim suit. Even 1 year olds. When the life-guard told me that she had to leave, I was absolutely furious, not because we had to leave, but because the dirty bastards who make these rules can conceive my 1-year old daughter as a sexual object!

It's the old manicheist paradox, the more you try to define good, the more you define evil, giving it a larger role in life than it should have. But what I absolutely love about America is that it will produce a response and it won't be Marilyn Manson. Just like the 60's spawned a generation tired of the hypocrisy of people like J. Edgar Hoover, a closeted homosexual on a culture vendetta against people who were happily living their fantasies, it will produce a generation tired of the obvious hypocrisy of the moral-pushing power of today. Let's hope they dress better than the hippies, though! We need a big-time glam revival! (Addition: My friend Cosma Shalizi sent me a very good read on this subject of Sex in America.)

David Bowie's Life On Mars?
It's a god-awful small affair
To the girl with the mousy hair
But her mummy is yelling "No"
And her daddy has told her to go
But her friend is nowhere to be seen
Now she walks through her sunken dream
To the seat with the clearest view
And she's hooked to the silver screen
But the film is a saddening bore
For she's lived it ten times or more
She could spit in the eyes of fools
As they ask her to focus on

Sailors fighting in the dance hall
Oh man! Look at those cavemen go
It's the freakiest show
Take a look at the Lawman
Beating up the wrong guy
Oh man! Wonder if he'll ever know
He's in the best selling show
Is there life on Mars?

It's on Amerika's tortured brow
That Mickey Mouse has grown up a cow
Now the workers have struck for fame
'Cause Lennon's on sale again
See the mice in their million hordes
From Ibiza to the Norfolk Broads
Rule Britannia is out of bounds
To my mother, my dog, and clowns
But the film is a saddening bore
'Cause I wrote it ten times or more
It's about to be writ again
As I ask you to focus on

Sailors fighting in the dance hall
Oh man! Look at those cavemen go
It's the freakiest show
Take a look at the Lawman
Beating up the wrong guy
Oh man! Wonder if he'll ever know
He's in the best selling show
Is there life on Mars?

2005-02-07

 

Marvin

Being a libra is to listen to "Let's Get it On" on the right ear, and "What's going on" on the left. In everything, all the time.











2005-02-06

 

Minho-humanidade


A surpresa agradável da colecção de CDs que trouxe de Portugal no Natal foi o Humanos. Tinha lido que era muito mau. Mas é o perfeito contrário do AM-FM dos Gift. É de uma simplicidade tão brutal que toca no fundo de quem tiver um único gene Português. É de facto o terceiro album de Variações: tão sincero que é quase voyeurístico. Variações não foi aquele mundo entre o Minho e Nova Iorque. Foi antes a singularidade de uma utopia urbana em que o cinismo é trocado por singeleza e sinceridade. E eu que sempre achei que se dá demasiado valor à sinceridade no mundo do Rock, fiquei arrebatado, quase despido. Vou ter que ouvir Bowie e Laurie Anderson para vestir outra vez as máscaras indicadas para cada angulo da metro-humanidade.



2005-02-05

 

Ernst Mayr dies, aged 100




One of the greatest influences on Evolutionary Thought:

"The evolutionary biologist Ernst Mayr died on 3 February at the age of 100, after a short illness. A hugely prolific writer and researcher, he was instrumental in developing modern ideas in evolutionary theory."

"It was Mayr who defined a species as a group of individuals that are capable of breeding with one another, but not with others outside the group. This led to the idea that new species can arise when an existing species becomes separated into two populations that gradually become too distinct to interbreed; it was an answer to a biological conundrum that had eluded Charles Darwin."

Excerpts from: Nature. February 2005; | doi:10.1038/news050131-19

2005-02-04

 

Oligarch, moi?

Family Ties Playing A Big Role On the Hill.

2005-02-03

 
Talvez seja por hoje ter acordado Punk. Acordei com nostalgia dos meus primeiros concertos em Lisboa. Mas tenho andado a ouvir os CDs que comprei na minha ultima visita a Portugal. A minha maior decepção foi o AM-FM dos The Gift. Uma musica tão grandiosa não pode ter letras tão patéticas! Não tenho nada contra a pretensiosidade musical, mas as letras têm que acompanhar a falta de vergonha na cara!





 

Meio desligado

Ando meio desligado. Não é só o trabalho, mas também as más notícias. Mais as pessoais, do que as do Mundo.

As eleições no Iraque foram a notícia mais encorajadora da semana. Foi bom vêr-se aqueles que até aqui não tiveram nenhuma voz na sua própria circunstância, não só se tentarem apoderar de algum controlo sobre a mesma, mas também terem uma esperança palpável num futuro em que tal controlo seja mais efectivo.

Estou tão desligado, que nem a agressividade defensiva do MacGuffin me irritou – de uma forma construtiva, claro está – como é normal. Enfim, ao que saiba, a corrente contra a guerra no Iraque não foi (na sua grande maioria) baseada numa objecção à democracia! As eleições são um desenvolvimento fantástico, mas não legitimizam a guerra, nem todas as vigarices, muito menos as vítimas, a ela associadas. Dado que todos os outros argumentos para esta guerra falharam, o único ainda de pé será ver se o processo democrático no Iraque se reproduzirá na região. Espero sinceramente que sim, especialmente sem recurso a mais guerras – algo que os neocons gostam de utilizar como catalista, como se fosse um fermento como outro qualquer...

2005-02-01

 

Lee Segel R.I.P.

I woke up to very sad news this morning. One of my favourite scientists passed away yesterday. Lee was a tremendous researcher in Theoretical and Mathematical Biology as well as Complex Systems. He was also a most generous and open-minded person. The funeral is today in Israel.



This page is powered by Blogger. Isn't yours?