2005-05-16

 

Classe Zen

Diz o Tulius que “nas questões de fé, o ónus da explicação cai sobre o ateu. Se o efeito placebo está demonstrado cientificamente, coisa que geralmente excita o ateu de sobremaneira, por que razão não aceita ele o grande placebo da alma e insiste em permanecer na sala de espera com a cabeça a latejar?”

Aparentemente, o efeito placebo funciona apenas de uma forma localizada e pouco duradoura – pelo menos em questões de fé em Deus. No domingo passado, o NYTimes lançou uma série de artigos muito interessantes sobre o conceito de classe social nos Estados Unidos. Aparentemente, 79% da classe mais pobre acredita que a fé em Deus é muito importante, contra 54% da classe mais abastada. Já o inverso se observa para a saúde e esperança de vida destas classes: por exemplo, só 18% da classe mais pobre pensa que a sua saúde é excelente, contra os 55% da classe mais rica.

Parece que o efeito placebo da fé não é assim tão forte como isso. Eu diria que os ateis não estão exactamente na sala com a cabeça a latejar. Talvez a cabeça esteja a doer, mas mais por a usarem neste Mundo. A selecção natural é uma cabra, funciona aqui mesmo, na carne e no osso. Está-se nas tintas se fulano acredita nisto ou naquilo. Dá pró menino e prá menina, pró ateu e pró o fiel.

Já a selecção divina virá depois da carne –- para quem acredita. Mas lá diria o São Aquinas, a revelação e razão são coisas separadas. Também muitas filosofias orientais insistem que a fé é para a velhice. Primeiro, há que nos preocuparmos com a razão, com a ordem natural; enfim, arranjar os meios e saúde para um dia mais tarde nos preocuparmos com o Zen –- principalmente depois de termos assegurado mais uma geração à dita cuja cabra.

Para aqueles ainda no estágio natural, ateis ou racionalistas dependendo do ponto de vista, há pelo menos o placebo do Zen instantâneo da música e da arte. Pequenos, maravilhosos raios de Zen que nos lembram que provavelmente os nossos dias de agnóstico estão contados –- quem sabe?



Comments:
Zen??

O que seu blog tem de Zen?
o.o
Não vi nada...
 

Post a Comment



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?