2010-04-20

 

Elite magra

Gosto muito de ler a Clara Ferreira Alves, mas não deixa de ser engraçado ver a sua atitude quando envia crónicas de fora de Portugal. Por exemplo, as observações sobre a "fauna" que descreve num restaurante de tipo familiar nos EUA. Ferreira Alves é na realidade bastante simpática com o que vê, mas a altivez com que descreve a cena deixa-me crer que quando em Portugal a senhora só se move no circulo provinciano do seu umwelt elitista. Será que ela nunca foi comer a um centro comercial em Lisboa---o equivalente do Chilies ou Ruby Tuesday que ela descreve? Não sabe que assim como os Americanos são servidos por Mexicanos, os Portugueses são servidos por Brasileiros (e os seus tabuleiros que já nem se dignam a levantar são limpos e arrumados por Angolanas ou africanas de outras origens)? Não vê ela os pais Portugueses a engordar as suas crias à Americana com o mesma xarope de fructose e a mesma gordura hidrogenada da globalização? Já terá entrado nalgum LIDL ou Minipreço para perceber que hoje em dia obesidade é em grande medida um indicador de poucos recursos---uma vez que é mais barato comprar os produtos da engenharia alimentar do que os produtos agrícolas biológicos? Com cerca de 54% da população Portuguesa classificada como obesa pela organização internacional da saúde, já não estamos assim tão longe dos 74% dos Americanos; quando a geração criada com comida desaparecer e a geração dos Kinder Surpresa e dos centros comerciais tomar o seu lugar vamos ver qual será a percentagem...



Comments:

Post a Comment



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?